Agroindústria e Transformação Digital

Agroindústria e Transformação Digital

Em 2019, após o recuo da agroindústria no ano passado, a agroindústria volta a crescer. Este setor é um dos mais importantes para o PIB nacional. EM 2018, a agroindústria brasileira foi responsável por 34,7% do PIB do agronegócio brasileiro, segundo o CEPEA. 

A protagonista desse crescimento foi a transformação digital. A implementação de novas tecnologias garantiu aumento na produtividade, otimização de processos e agilidade na execução de tarefas. Essas mudanças positivas acarretaram em maior mobilidade e qualidade nos serviços da agroindústria. 

No post de hoje iremos destrinchar o que é agroindústria e como exatamente a transformação digital colaborou para o crescimento desse setor em relação ao PIB. 

O que é Agroindústria?

Agroindústria nada mais é do que a industrialização dos produtos na agricultura. O objetivo principal é tornar as matérias-primas dos setores da pecuária, aquacultura, silvicultura e agricultura de maneira que o prazo de validade aumente. Ou seja, estendendo sua disponibilidade no mercado. 

Para isso ocorrer é necessário um ambiente físico adequado, com os equipamentos corretos e com o preparo adequado da matéria-prima agropecuária. 

Sem sombra de dúvidas, a agroindústria é de suma importante para a economia brasileira. Afinal, é a transformação da matéria-prima que garante o valor agregado dos produtos. O que, por sua vez, garante a distribuição de renda e geração de mais empregos. 

Agroindústria brasileira

Estatísticas comprovam que 1 a cada 5 brasileiros está empregado no setor agro. É por isso que a agroindústria corresponde a uma grande parcela da economia brasileira. 

Conforme afirmamos, o grande objetivo da agroindústria é aumentar a disponibilidade dos produtos do mercado. Sem, contudo, perder a qualidade. Para isso, os processos agroindustriais precisam garantir a segurança alimentar sempre visando a saúde dos alimentos e o padrão de qualidade elevado dos processos envolvidos. 

Por fim, é importante destacar que a agroindústria gera empregos não só diretamente no campo, mas também com mão de obra especializada nos avanços tecnológicos agroindustriais. E essa transformação digital é o que vem garantir a competitividade do setor e o desenvolvimento da economia do país. 

Agroindústria familiar

Esta é uma das vertentes mais importantes da agroindústria brasileira. Ela é a responsável por agregar valor aos produtos industrializados. E a melhor parte é que garante a geração de emprego e renda para pequenos produtores e suas famílias. 

A agroindústria, de fato, gira em torno do processamento da matéria-prima (alimentos) colhidos no campo. Essa colheita é realizada pelos pequenos produtores rurais. Para isso, eles contam com o apoio de maquinários que garantem maior produtividade e maximizam o rendimento do trabalho realizado.  

Em outras palavras, hoje em dia é a transformação digital que garante o sustento dessas famílias e a sua permanência no campo. Além de ser responsável pela qualidade de vida e o investimento no setor agroindustrial em cultivo e criação, gerando ainda mais emprego e renda. 

Transformação digital e o crescimento da Agroindústria

Conforme afirmamos, a transformação digital é o fator-chave para o crescimento da agroindústria. A cada dia surgem mais agtechs e o pequeno produtor tem acesso a mais tecnologia e novas ferramentas para otimizar o seu trabalho no campo, aumentar sua qualidade de vida e maximizar os seus ganhos. 

Processos como a pesagem de animais, aprimoração genética, diferentes formas de plantio e colheita, além de aplicativos de previsão climática e outros equipamentos são o que vem garantindo esse crescimento da economia brasileira e do setor da agroindústria. 

A transformação digital torna a tecnologia mais acessível no campo, facilitando desde a produção até a logística. Colaborando assim, não só para o mercado interno e para a vida do produtor rural, mas também garantindo a alimentação do mundo. 

Incorporação de inteligência na agroindústria

Muitos processos referentes a adoção da transformação digital no campo se referem a gestão automatizada. Ela é responsável por trabalhar com melhores sistemas de controle de qualidade, segurança alimentar e garantir os ganhos em eficiência e precisão na hora do plantio e da colheita.

Contudo, outras formas de tecnologia também são importantes para a agroindústria e a incorporação da inteligência na agroindústria. 

A garantia da competitividade do agronegócio como um todo vem, em grande parte, da inteligência artificial. Ela veio para reduzir custos e o tempo despendido em cada atividade. Além de trabalhar com a integração de dados e informações. 

Outros avanços tecnológicos incorporados são a Internet das Coisas (IoT) e sua aplicação em dispositivos mobile e o Big Data, com o armazenamento de dados cruciais na nuvem, garantindo a segurança dos mesmos. Esses avanços garantem a agilidade na tomada de decisão, com análises mais precisas e monitoramento de dados em tempo real.

A boa notícia é que a transformação digital apenas arranhou a superfície da agroindústrias e muitas outras tecnologias ainda estão para serem descobertas e implementadas. 

Quer saber mais sobre o setor da agricultura e do agronegócio? Assine nossa newsletter e seja o primeiro a saber sobre as novidades.  

Deixe uma resposta